Cientista explica por que surdos podem gostar de música



Um cientista americano afirma que pessoas com deficiência auditiva podem apreciar a música da mesma maneira que as que ouvem com perfeição – o que explicaria por que alguns surdos gostam de música e até chegam a compor.

De acordo com o radiologista Dean Shibata, da Universidade de Washington, os deficientes auditivos sentem as vibrações da música na mesma região do cérebro usada pelas outras pessoas quando estão ouvindo alguma coisa.

Para Shibata, essas vibrações devem produzir um efeito tão real quanto os sons musicais.

"A perceção das vibrações da música é provavelmente tão real quanto os sons equivalentes, uma vez que elas são processadas na mesma região do cérebro", afirma o cientista.

Córtex na ativa

As conclusões de Shibata são baseadas em um estudo de dez pessoas que sofrem de surdez e outras onze que ouvem normalmente.

Ele realizou exames de ressonância magnética nos cérebros dos voluntários enquanto eles recebiam vibrações periódicas em suas mãos.

Em todos os casos, foi registrada atividade na região do cérebro que normalmente processa vibrações – como seria de se esperar.

Mas Shibata observou que, apenas no caso dos surdos, as vibrações também ativaram o córtex auditivo – a região que entra em ação quando as outras pessoas ouvem algum tipo de som.

O cientista afirma que a descoberta proporciona um forte argumento para que crianças com deficiência auditiva sejam expostas à música quando pequenas.

Isso, em sua opinião, pode ajudar a desenvolver o córtex cerebral, aumentando as chances de que, no futuro, essas pessoas consigam apreciar uma boa música.

Postagens mais visitadas